Les Muses – Clio, Euterpe et Thalia (1652-55), de Eustache Le Sueur (1616-1655)

Euterpe e os espaços da música

Direto do monte Hélicon e do coro de nove musas presididas por Apolo, Euterpe é a musa que toca o aulos (atualizado para a flauta na era moderna), e a quem foi dada a arte da Música por símbolo e por domínio. Há hoje muitos livros e muitos sites que abordam a música: muita informação é levantada, eventos musicais são comentados, artistas são expostos ao interesse aficcionado do público e o próprio valor da arte é discutido em temas como a distribuição de mídia sonora pela indústria fonográfica. E mesmo assim, parece inexplicavelmente raro o espaço que fale de música de uma maneira especial: falando da música em si! Em Euterpe, somos cinco ouvintes de música que, habituados a conversar sobre música entre si e em anos dourados de fóruns de discussão como o extinto Allegro, querem continuar conversando sobre música em um espaço que tenha: 1) maior discussão que a reprodução de convenções feita por enciclopédias e textos informativos; 2) maior diálogo que as análises técnicas escritas apenas para os próprios músicos; 3) e maior interesse pela relevância da própria música, e não apenas do que a cerca! Apesar de parecer um interesse justificado, ele também gera resistências: procurar falar da própria música e se ver falando da linguagem que a compõe é tido como preciosismo e chatice por muita gente. Essa questão também é do nosso interesse, e se “por que falar de música?” é o começo de tudo, podemos começar por aqui.

Share

18 Respostas

  1. Ari Fernando Ramos
    |

    Uma certa vez uma pedagoga me disse que aprender é mudar o comportamento esperado. Depois de acessar o blog de vocês venho mudando o meu comportaamento perante a música. Suas análises musicais são extremamentes valiosas para o aprendizado de como ouvir a música.
    Muito obrigado

  2. Donaldo Diaz
    |

    É uma grande ferramenta de estudo, parabéns pela ideia e o grande trabalho, e subretudo por compatilhar conosco. Obrigado por sua colaboração.

  3. Elisabeth Burbach
    |

    Adorei o blog de voces,vou acompanhar sempre.Sou estudante de piano e adoro musica classica.

  4. Alexandre Nunes
    |

    Parabéns! O blog de vocês está simplesmente sensacional.

  5. Sildo Gaudereto
    |

    Muito bom o site.Fiquei sabendo pela entrevista na Rede Minas.Sou professor de música aposentado, mozartiano convicto e ficcionado por tudo que se refere à essa arte.De Palestrina à Cage,Boulez,Jorge antunes…..

  6. Iveilyze Oliveira
    |

    Belo trabalho! Parabéns!

  7. Josey
    |

    Uma certa vez uma pedagoga me disse que aprender é mudar o comportamento esperado. Depois de acessar o blog de vocês venho mudando o meu comportaamento perante a música. Suas análises musicais são extremamentes valiosas para o aprendizado de como ouvir a música.
    Muito obrigado

    +1

  8. Heber Fiori
    |

    Gostaria de parabenizar a euterpe pelo excelente trabalho que vocês vem fazendo, o conteúdo é muito bom e ótimo para estudo. Desejo que a euterpe sempre fique na net para que nós possamos fazer nossas consultas e estudos.

    Parabéns

  9. Antonio
    |

    Eureka. Achei, achei o renascimento de um grande blog de estudo de Música Clássica. Espero que centenas de pessoas interessadas também descubram este blog. Muito obrigado.

  10. João Luiz
    |

    Boa noite, amigos pela música
    Fico feliz em reencontrar o site Euterpe e esses ilustres Amancio, Bruno, Leonardo, Frederico e Fernando (a nata do antigo allegro dos bons tempos!)e que esse site seja eterno como é nossa música clássica-erudita. E espero que eu possa colaborar de alguma forma para seu crescimento e na divulgação aqui participando, opinando e mantendo esse forte vínculo de amizade sob as graças da Rainha das Artes, a Música!
    Grande abraço a todos voces!

    João Luiz Braz

  11. Giovani dos Santos
    |

    Parabéns pelo trabalho. Também tenho um espaço virtual que trata da música. Mantenham-me informado das novidades por favor. Obrigado e boa-sorte!

  12. Bruno Mattos
    |

    Muito foda! Parabéns aos criadores pelo trabalho de divulgação de conhecimento.

    Achei pelo google procurando sobre escalas de tons inteiros, e redirecionou pra este blog em um artigo da musica de Debussy.

  13. Hormízio Santos Muniz
    |

    Excelente!!! Farei outros contatos. Sucesso sempre!…

  14. Paulinho
    |

    Ma vá! Só hoje conheci esta pérola de site! Fato é que fiquei um tempo afastado da música em geral, mas ela continuou correndo nas veias e hoje ressurgiu de rompante ao ler a parte 1 de Wagner. Vida longa e próspera ao site e aos autores, velhos conhecidos do (lamentavelmente) finado Allegro.

    Grande abraço do Paulinho!

  15. Débora
    |

    Adorei o blog! acabei de conhecer e realmente vou começar a seguir, Parabéns!

  16. Hormízio Santos Muniz
    |

    Sem medo de errar: é decididamente o melhor blog da internet brasileira sobre a matéria.

  17. Jorge Bravo
    |

    Nos anos 60 achei que ia a prender violão, bem, para deixar de fazer só acompanhamento, e porque estava fascinado com Fala e a musica espanhola.
    Escolhido um professor conforme as minhas posses na altura, num balcão de uma loja de instrumentos de musica, e depois de regatear quanto tempo teria uma aula por causa do pouco dinheiro que havia na minha mesada na altura, acordámos em 30′ 2 vezes por semana.
    O professor, um brasileiro de nome Marco, que depois descobri ser concertista de alaude e estava em Portugal, perdido de amores por uma francesa que era bailarina numa companhia de Lisboa, ele ensinava tal e qual como vocês fazem as análises das Obras dos Compositores, neste vosso magnifico Blog.
    Claro está, que eu não tinha um talento que fosse possível de potenciar, por muito bom que fosse o professor, pelo que embora as lições continuassem por vários meses, rapidamente passaram, para aquilo que eu descobri que gostava: apreciar uma boa peça de musica, clássica e não clássica, e escalpelizar posteriormente a obra, e procura a história, e a estória da história da melodia.
    Corremos as épocas todas
    Em suma, aprendi a ouvir.
    Por isso quando dei com o vosso blog há uns tempos, fiquei encantado, só que depois por um crach de computador o perdi. Agora finalmente o recuperei, e já estou em dia outra vez com as novidades, e finalmente dissidi-me a partilhar esta modesta reflexão, sobre a importância de fazer uma leitura como vocês fazem, mesmo para quem não é musico e só gosta de ouvir musica.
    Bem haja
    JB

  18. Alexsandro Alves
    |

    Olá, pessoal! Que maravilha encontrar o povo do Allegro por aqui: Bruno Gripp, Frederico Toscano, Amâncio e outros.
    Eu também comentava no Allegro com o pseudônimo de Alex Parsifal.

    Abraços.