Morre o barítono Cornell MacNeil

Cornell Macneil (1922-2011)

Foi divulgado ontem pelo The New York Times o falecimento do barítono americano Cornell MacNeil (Minneapolis, Minnesota, EUA, 24.09.1922 – Charlottesville, Virginia, EUA, 15.07.2011), tido por muitos como o maior barítono para Verdi do século XX. Boccanegra, Macbeth, Nabucco, Falstaff, Iago e, especialmente, Rigoletto representaram o apogeu de sua carreira. Foi também muito conhecido pelo seu Scarpia, da Tosca de Puccini, que interpretou 92 vezes. Com este papel MacNeil encerrou sua carreira em 1987.

No Metropolitan Opera de Nova York, MacNeil interpretou 26 papéis em 642 apresentações. A extensão do seu canto era incomum, marcada pela beleza e potência da sua voz, além de sua técnica irretocável. Tinha incrível facilidade tanto em notas graves quanto nas agudas. Seus registros permanecerão como modelos eternos – principalmente o seu Rigoletto, que cantou mais de 100 vezes no MET (vídeo abaixo).

Grande MacNeil, obrigado pela beleza ímpar da sua arte.

Requiescant in pace +

Cornell MacNeil no final de Rigoletto, de Verdi:

2 Respostas

  1. Erico
    |

    Alguns grandes cantores nos deixaram recentemente:
    – o baixo húngaro László Polgár (1/1/1947 – 19/9/2010);
    – o Heldentenor alemão Peter Hofmann (22/8/1944 – 30/11/2010);
    – o baixo estadunidense Giorgio Tozzi (8/1/1923 – 30/5/2011);
    – o tenor italiano Vincenzo La Scola (25/1/1958 – 15/4/2011);
    – o tenor brasileiro Benito Maresca (1934 – 11/06/2011).

  2. LThiesen
    |

    Grande link com com musica e filosofia, pena não ter conhecido antes.
    obrigado

Deixe uma resposta