Rosalba Carriera: Primavera

Rosalba Carriera: Primavera

Não se sabe o que surgiu primeiro, se a música ou os sonetos. O fato é que, desde que As Quatro Estações de Antonio Vivaldi surgiram, os concertos vêm acompanhados de quatro sonetos que descrevem muito bem a música e cada uma das estações.

Não há provas de que os sonetos tenham sido escritos pelo próprio Vivaldi. Marc Pincherle, grande estudioso da vida do compositor, acreditava que os sonetos teriam sido escritos por um fã, depois dos concertos já estarem compostos – ou seja, primeiro surgiu a música, e depois surgiram os sonetos. O próprio Vivaldi dá a entender isso numa carta escrita após a publicação dos concertos (mais informações no próximo post).

As partituras dos quatro concertos trazem aqui e ali indicações do que a música estaria retratando, para que os próprios músicos possam saber se aquele trecho retrata “pássaros”, “o cachorro”, um “vento horripilante” e assim por diante. Como “partitura” é um mistério insondável para muitos ouvintes, nós de Euterpe mostraremos estas indicações para vocês usando a própria música. Bom divertimento!

Ah sim, eu resgatei os sonetos originais em italiano e refiz eu mesmo a tradução para o português (aliás, algumas traduções que eu encontrei aí pela internet são assim, de gente que aprendeu italiano com as novelas da Globo).

Soneto

La Primavera A Primavera
Giunt’è la Primavera e festosetti
La salutan gl’augei con lieto canto,
E i fonti allo spirar de’Zeffiretti
Con dolce mormorio scorrono intanto:
Chegada é a Primavera e festejando
A saúdam os pássaros com alegre canto,
E as fontes ao expirar dos Zéfiros (*)
Com doce murmúrio correm entanto:
Vengon’ coprendo l’aer di nero amanto
E lampi, e tuoni ad annuntiarla eletti
Indi tacendo questi, gl’augelletti;
Tornan’ di nuovo al lor canoro incanto:
Vem [um temporal] cobrindo o ar com negro manto
E relâmpagos e trovões eleitos a anunciá-la
Logo que eles se calam, os passarinhos
Tornam de novo ao sonoro encanto.
E quindi sul fiorito ameno prato
Al caro mormorio di fronde e piante
Dorme’l caprar col fido can’ à lato.
Então sobre o florido e ameno prado,
Ao caro murmúrio das folhas e plantas
Dorme o pastor com fiel cão ao lado.
Di pastoral zampogna al suon festante
Danzan ninfe e pastor nel tetto amato
Di primavera all’apparir brillante.
Da pastoral gaita de foles ao som festejante,
Dançam ninfas e pastores sob o abrigo amado
Da primavera surgindo brilhante.

(*) Zéfiro, na mitologia grega, é o vento do oeste. É o mais suave dos ventos e é considerado o “mensageiro da primavera”. Zeffiretti, no italiano, é o plural e diminutivo de Zéfiro, algo como Zefirinhos… ou seja, a mais leve das brisas.

Concerto para violino, cordas e contínuo Op.8 nº1 RV.269 em Mi Maior – “Primavera”

1º mov.: Allegro

1. Chegou a primavera – Vivaldi: Concerto Op.8 n.1 RV.269 “Primavera” – 1. Allegro (Fabio Biondi – Europa Galante):

Chegou a Primavera, diz a indicação na partitura para este refrão que voltará várias vezes no decorrer do movimento.

2. Canto dos pássaros – Vivaldi: Concerto Op.8 n.1 RV.269 “Primavera” – 1. Allegro (Fabio Biondi – Europa Galante):

Três violinos solos fazem o Canto dos pássaros saudando em festa a chegada da primavera.

3. Murmúrio das fontes – Vivaldi: Concerto Op.8 n.1 RV.269 “Primavera” – 1. Allegro (Fabio Biondi – Europa Galante):

Aqui, o Murmúrio das fontes ao soprar de suaves brisas (segundo o soneto, é a respiração dos “Zefirinhos”).

4. Trovões – Vivaldi: Concerto Op.8 n.1 RV.269 “Primavera” – 1. Allegro (Fabio Biondi – Europa Galante):

Trovões anunciam um temporal, que logo passa.

5. Canto dos pássaros – Vivaldi: Concerto Op.8 n.1 RV.269 “Primavera” – 1. Allegro (Fabio Biondi – Europa Galante):

E o Canto dos pássaros retorna após a passagem da chuva.

2º mov.: Largo

6. Murmúrio de folhas e plantas / O cão que ladra – Vivaldi: Concerto Op.8 n.1 RV.269 “Primavera” – 2. Largo (Fabio Biondi – Europa Galante):

Enquanto os violinos nos embalam com o Murmúrio de folhas e plantas, a viola interpreta O cão que ladra, latindo de duas em duas notas até o final do movimento.

7. O pastor que dorme – Vivaldi: Concerto Op.8 n.1 RV.269 “Primavera” – 2. Largo (Fabio Biondi – Europa Galante):

O violino solo representa O pastor que dorme sobre o florido e ameno prado.

3º mov.: Allegro

8. Dança pastoral – Vivaldi: Concerto Op.8 n.1 RV.269 “Primavera” – 3. Allegro (Fabio Biondi – Europa Galante):

E o concerto fecha com uma Dança pastoral. Curiosamente, o acompanhamento de notas longas lembra exatamente os baixos das gaitas de fole, citados no poema.

Este post pertence à série “Vivaldi: As Quatro Estações”:
1. A Primavera
2. O Verão
3. O Outono
4. O Inverno