Euterpe, 1 ano

postado em: O blog | 9

Happy Birthday Vintage

Eis que Euterpe completa hoje, dia 24 de abril de 2011, um ano de existência. E à altura das ambições do nosso proêmio, muita coisa já aconteceu.

Arriscamos diálogos diferentes, muitas vezes críticos dos chavões jornalísticos e enciclopédicos, sobre temas como a surradíssima expressão “música clássica”, os limites e conquistas obrigatoriamente conscientes nos argumentos da chamada “interpretação de época”, a origem e a dimensão sociológica das tais “boas maneiras” nos concertos, a história ainda geralmente pouco inspirada da união do cinema e da música clássica, etc., etc., etc.

Marilyn Monroe comemorando

Também houve reflexões bastante aguçadas, quase desafiadoras ao espaço às vezes corriqueiro da leitura de blogs, como o post sobre a possibilidade de uma “gramática gerativa” que presida toda forma musical, o dualismo objetividade/subjetividade que permeia algumas das discussões mais tradicionais da música, a relação de alguns pensadores com a música, como Claude Lévi-Strauss e Karl Popper, as conexões entre Mozart e outros compositores e pensadores, e mesmo pesquisa inédita, como a análise da Noite Transfigurada de Schoenberg pelo Amancio. Aliás, teve até estréia de uma obra inédita, a Jinglebelovsky, de P. D. Q. Beethoven.

E por fim, claro, também falamos de coisas práticas, com as tantas análises musicais beneficiadas pelos players que ilustram cada observação mais dissecante da música, ou mesmo os posts sobre teoria musical, verdadeiro serviço de utilidade pública aos nossos dias. Críticas também disseram boas verdades, nossas discotecas pessoais foram compartilhadas, e, digamos, invenções borgeanas também nos fizeram constar em datas como o 1° de abril. Sem falar, claro, em maluquices como a música clássica e porrada, Beethoven e 10 momentos bizarros, e nosso momento mimoso com o sorteio.

Enfim, houve matéria pra todos os gostos – todos os estereótipos clássicos, se pensarmos bem -, sem fugir de falar da música em si, e sem se complicar por conta disso.

Que a voz própria que o site vai encontrando a cada dia, os planos cada vez mais confiantes aqui nos bastidores e a comunidade de amigos sempre presente permaneça e apenas continue amadurecendo nos muitos anos pela frente!

Para comemorar, alguns arranjos e variações peculiares da canção mais famosa do mundo:

Zubin Mehta em concerto na Espanha:

Gidon Kremer & cia. em 2004 (começa pra valer em 0’39”):

http://www.youtube.com/watch?v=2wyDX_6IwUo

Misha Rachlevsky regendo a Chamber Orchestra Kremlin (Peter Heidrich é o autor de algumas das variações mais famosas tocadas até aqui – enquanto outras são de colaborações dos próprios regentes e intérpretes de cada vídeo):

E finalmente, a versão genial de Igor Stravinsky:

Este post pertence à série:
1. Euterpe, 1 ano
2. Euterpe, 2 anos: retrospectiva retroativa
3. Euterpe, 3 anos
4. Euterpe, 4 anos
5. Euterpe, 5 anos

9 Respostas

  1. lucio
    |

    Euterpe…
    um ano e já um prodígio!

  2. Gustavo
    |

    Parabéns… é um ótimo blog esse de vcs… =)
    abs
    Gustavo

  3. Cybelle
    |

    Parabéns “euterpida” trupe!

    Beijos
    Cybelle

  4. Leonardo T. Oliveira
    |

    Só pra registrar que a variação do “Parabéns pra você” ao estilo de Beethoven, usando como base o scherzo do Razumovsky II, é muito engraçada… XD Aparece nos dois primeiros vídeos.

  5. Leonardo T. Oliveira
    |

    Como curiosidade, aí vai uma word cloud de Euterpe com as palavras mais usadas nesse ano de existência:

    Wordle: Word cloud de Euterpe - Blog de música clássica

  6. Dorian Black
    |

    longa vida Euterpe!!!

  7. lucio
    |

    ~ ‘música ser tema sobre Mozart, ainda…’

    cara, este wordle é o bixo!

  8. Emerson Coelho
    |

    Parabéns, caros “Euterpianos”, por propiciar-nos leituras tão agradáveis e edificantes.

    Deus vos abençoe.

  9. Rafael
    |

    Excelente trabalho, parabéns.

Deixe uma resposta